Produção da Petrobrás é de 2,81 Milhões de Barris em junho. Pré-Sal bate recorde mensal

Fonte: PETRO NOTÍCIAS

A produção total de petróleo e gás natural da Petrobrás, em junho, foi de 2,81 milhões de barris de óleo equivalente por dia. Desse total, 2,70 milhões de barris foram produzidos no Brasil e 113 mil no exterior. A produção média de petróleo no país foi de 2,20 milhões de barris por dia, volume 0,6% superior ao de maio. O Pré-sal atinge novo recorde mensal, com produção de 1,35 milhão de barris de petróleo por dia. O resultado se deve, principalmente, ao retorno à produção, após parada programada, da plataforma P-43 (localizada nos campos de Barracuda e Caratinga, na Bacia de Campos) e do FPSO Cidade de Mangaratiba, no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos. Em junho, a produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 80,3 milhões de m³ por dia, 1,8% acima do mês anterior. Esse aumento decorre, principalmente, do retorno à produção do FPSO Cidade de Mangaratiba.

Em junho, a produção de petróleo operada pela Petrobrás (parcela própria e dos parceiros), na camada pré-sal, atingiu dois novos recordes: o mensal, com a produção de 1,35 milhão barris diariamente, e o diário, alcançado no último dia 19 de junho, de 1,42 milhão de barris. Além disso, a produção de petróleo e gás natural operada alcançou o novo recorde de 1,69 milhão de barris por dia. Contribuíram para esse resultado o início de produção da plataforma P-66, no campo de Lula, e a entrada em produção, ao longo deste ano, de novos poços produtores conectados aos FPSOs Cidade de Caraguatatuba, Cidade de Ilhabela, Cidade de Maricá, Cidade de Mangaratiba e Cidade de Saquarema – todos instalados na Bacia de Santos.

A produção de petróleo nos campos do exterior foi de 65 mil barris por dia, volume 0,1% acima do mês anterior. A produção de gás natural foi de 8,1 milhões de m³/d, 13% abaixo do volume produzido em maio de 2017. Essa redução foi consequência, principalmente, da menor demanda de produção de gás na Bolívia e da redução da produção do campo de Hadrian South, nos EUA.

Fonte: PETRO NOTÍCIAS

Deixe um comentário