Macaé tem o maior centro de equoterapia do país

Fonte: Prefeitura de Macaé
Jornalista: Julie Silveira
Foto: Maurício Porão

Inaugurado na sexta-feira (6), o Centro de Equoterapia Passo Amigo, de Córrego de Ouro, região serrana, permite que o município chegue ao número de 192 assistidos, fato que consolida o Centro de Equoterapia de Macaé como o maior do país em número de assistidos. A prática proporciona benefícios às pessoas com necessidade de desenvolvimento físico, psicológico e social. O tratamento é direcionado a pacientes com quadro clínico de doenças genéticas, neurológicas, ortopédicas, musculares, clínico metabólicas, sequelas de traumas e cirurgias.

Cada participante faz a terapia por meia hora, uma vez por semana. A idade dos beneficiados é a partir de dois anos. Aos 61 anos, Joelson Peixoto, por ter dificuldade de locomoção, esperava ansioso a abertura do Centro de Equoterapia na região serrana. “Após um acidente vascular cerebral, meu marido não anda e não fala. Ele precisa de ajuda para se acalmar, para se alegrar e, quem sabe, voltar a andar”, disse a esposa, Rosane Lopes.

De acordo com o secretário de Agroeconomia, Alcenir Maia Costa, a base localizada no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha conta com 180 assistidos. Já em Córrego do Ouro, são 12 o número de beneficiados. “A ideia é aumentar o número de vagas para essa região, porém, isso vai acontecer de acordo com a demanda”, destacou o secretário.

A inauguração contou com a presença do secretário de Interior, Jocimar Gomes Oliveira; do vereador José Prestes e do presidente da Associação de Moradores de Córrego do Ouro, Marceliel Gomes.

A responsável pelo projeto, Cymone Camolézi, informou que a base de Córrego do Ouro conta com uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, psicólogos e equitadores. O polo mantém dois animais saudáveis e beneficia moradores da região do Frade, Trapiche, Óleo, Areia Branca, Glicério e Córrego do Ouro. A arena tem espaço apropriado com rampa de acesso e banheiro adaptado.

Para participar do projeto é fundamental que os interessados deixem o nome na fila de espera, pois, por diversos motivos, como a liberação de pacientes, mudança de endereço e incompatibilidade de horário, por exemplo, surgem novas vagas e, como consequência, outros pacientes são chamados. Antes, porém, é preciso ser aprovado por uma equipe multidisciplinar.

A inscrição deve ser realizada no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, localizado na Rodovia Amaral Peixoto, s/n, bairro São José do Barreto, de 8h às 17h. Para a região serrana, os interessados devem comparecer no Parque de Exposição de Córrego do Ouro, às sextas-feiras, de 8h às 17h. Informações pelo telefone (22) 99958-2072 e falar com a responsável Cymone Camolézi. É indispensável o encaminhamento médico para equoterapia e documento de identidade.

Equoterapia promove desenvolvimento 

De acordo com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), órgão máximo do setor, a Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas da saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais.

O tratamento emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico e exige a participação do corpo inteiro, contribuindo para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem ainda novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima à criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *