Parâmetros para definir o projeto da sua casa pelo Feng Shui.

Parâmetros para definir o projeto da sua casa pelo Feng Shui.

Você conhece o que é esta técnica milenar chinesa?
Ainda não? Então, hoje irei colocar algumas linhas básicas para quando contratar um profissional de arquitetura você possa saber o que deseja pedir.

Primeiro o que é Feng shui? É a ciência e arte chinesas, de origem filosófica taoista, que têm por objetivo organizar os espaços com o fim de atrair influências benéficas da Natureza; fong-soi. Cuja tradução literal é vento e água. Sua pronúncia correta em mandarim é “fon xuei”. Os mesmos ideogramas 風水 são utilizados em outros países da Ásia com um sentido semelhante: no Japão (fūsui), Coreia (pung-su) e Vietnam (phong-thủy). Feng Shui, vem da pronúncia americanizada, expressa o barulho do vento e da água, é onomatopeico, fon suei, na língua original, em português seria como: fú, chuá. Segundo esta corrente de pensamento, estabelecendo uma relação yin/yang, os ideogramas Feng e Shui (respectivamente Vento – yang – e Água – yin -) representariam o conhecimento das forças necessárias para conservar as influências positivas que supostamente estariam presentes em um espaço e redirecionar as negativas de modo a beneficiar seus usuários. 

Já conhecendo mais sobre a técnica, podemos começar colocando que o Feng shui pode ser trabalhado antes mesmo da compra do terreno e após a compra, onde também pode ser trabalhado, para corrigir a energia do terreno, neste caso podemos usar também a Geobiologia. A Geobiologia, baubiologia ou Biologia da Construção, é a técnica que procura estudar o impacto das construções sobre a saúde e o bem estar humano, podemos falar um pouco mais num próximo artigo, caso tenham interesse.

A posição da casa no terreno pode ser influenciada pela técnica que dá o caminho a ser seguindo no desenvolvimento do projeto.

A forma da casa e a arquitetura ideal para se aplicar o feng shui num imóvel é que seja uma planta quadrada ou retangular, que permitirá equilíbrio e harmonia quanto a simetria. Formas muito irregulares podem promover desavenças e falta de prosperidade.

Os cômodos também podem ser analisados particularmente ou em relação ao imóvel como um todo. Espaços demasiadamente pequenos ou muito grandes podem nos influenciar na psique deixando-nos tento sufocado ou perdidos. Os posicionamentos dos mobiliários podem corrigir problemas ou aumentá-los. Por exemplo: uma cama com a cabeceira abaixo de uma janela não é favorável a pessoas inseguras, a cama não deve ficar na direção da porta do banheiro, pois a energia poderá ser esgotada com facilidade.

E por aí vamos passando pelos sanitários, sala, cozinha, etc.… cada espaço com a sua particularidade.

Nos espaços de circulação devemos sempre colocar a atenção diferenciada, desde as escadas aos tipos de janelas e portas. Nas portas devemos ficar atentos a importância da porta principal da casa. Uma porta maciça, sólida com tamanho e forma proporcional a casa poderá abrir muitos caminhos para os moradores, inclusive as cores nela utilizada podem ajudar a promover as realizações das metas.

Bem, espero ter deixado você mais curioso (a) quanto a análise do Feng Shui no seu imóvel e para te ajudar a começar a implementar deixo 5 DICAS BÁSICAS para que seu lar possa fazer parte de uma nova situação energética favorável, são elas:

1 – Somente coloque coisas novas na sua casa quando tirar uma coisa velha (sem uso) – isso é energia estagnada;

2 – Vá por partes, arrume primeiro seu quarto, dando atenção as gavetas e aos armários, organize devagar e começará a perceber as mudanças;

3 – Objetos quebrados e sem usos devem ser consertados ou descartados;

4 – Infiltrações e goteiras devem ser eliminadas, a energia tem que fluir bem e de maneira ordenada;

5 – Utilize-se dos espelhos para promover energia no ambiente, principalmente para espaços pequenos e sem aberturas externas. Obs.: No quarto evite colocar espelhos em posições que reflitam a pessoa deitada.

Seguindo estas dicas já conseguirá perceber algumas modificações na energia vital da sua casa, mas lembre-s: só isso não basta! Fique atendo as suas atitudes, não adianta implementar as modificações e não tentar estabilizar a energia como um todo, pois você é a mente do corpo da sua casa.

“Mens sana in corpore sano”

(Uma mente sã num corpo são)

Sobre a Autora:

Grasiela Mancini é Arquiteta&Urbanista, formada pela USU – RJ (Universidade Santa Úrsula) no ano de 2001 e desde a sua formação realiza projetos, proprietária da empresa GRASIELA MANCINI Projetos. Contatos pelo e-mail: atendimento@grasielamancini.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *