Região Serrana


Rio Sana - Rio tranqüilo, de águas claras e transparentes, repleto de corredeiras, apresentando alguns trechos de praias bastante agradáveis. Nasce na Cabeceira do Sana e atravessa todo o distrito, desaguando no rio Macaé, em Barra do Sana, formando uma paisagem que vale a pena ser contemplada. A única cachoeira existente no rio Sana é conhecida como "Fervedeira", apresentando condições de banho e prática de hidromassagem natural. Situa-se entre o Arraial do Sana e a Barra do Sana.

Foto: Romulo Campos

Rio Sana, Região Serrana de Macaé

Cachoeiras das Sete Quedas e Cachoeira Mãe - Ambas situadas no rio Peito do Pombo, compondo um conjunto natural completado pelo "Escorrega", um declive que forma uma pequena bacia com profundidade máxima de um metro. Sua água clara e transparente é totalmente potável e despoluida, constituindo-se o conjunto uma das principais atrações naturais do Sana. Há placas indicativas de acesso ao local.

Foto: Romulo Campos
   
Cachoeira-mãe, Sana Região Serrana de Macaé

Cachoeira de Glicério/Poço da Ciriaca - Outro ajuntamento perfeito de uma queda d'água com uma piscina natural, nas águas do rio Duas Barras (na Vila da Ciriaca, a 1 km de Glicério). A cachoeira é pequena, caindo no Poço da Ciriaca - que além de 15m de diâmetro, possui uma área circundante gramada muito boa para o campismo. O caminho que conduz à cachoeira e ao poço é a Rodovia MC-99 (estrada de Duas Barras), partindo do centro de Glicério.


Foto: Cláudia Barreto

Poço do Campo - Frade

Cachoeira da Bicuda - Esta cachoeira é praticamente desconhecida, embora nos finais de semana, principalmente os precedidos pelos feriados, seja freqüentada por turistas de cidades circunvizinhas. Formada por seis quedas d'água, forma também um grande "praia" mansa, apropriada para o banho das crianças.


Foto: Romulo Campos

Cachoeira da Bicuda Grande

Pico do Frade - Soberano entre os elevados da Serra dos Crubixais, o Pico do Frade (com 1.429 m de altura) é o ponto culminante do município de Macaé, funcionando como limite natural entre este e os municípios de Trajano de Morais e Conceição de Macabu. Composto de duas formações rochosas (a maior denominada Frade e a outra conhecida como Pedra do Paulo ou ainda Pedra do Grito), é facilmente avistado do litoral macaense, atuando no passado como ponto de referência para muitos navegantes - o que se confirma em crônicas como a do francês Jean de Léry. O Pico do Frade faz parte de uma reserva florestal que abrange toda a Serra dos Crubixais, concentrando expressivas fauna e flora. Está localizado a 13 km de Glicério, de onde se segue (através da Rodovia RJ-162) até a vila de Crubixais.

Foto: Arquivo Prefeitura Municipal de Macaé

Pico do Frade, 1.429m

Pico Peito do Pombo - Uma das maravilhas naturais do Sana. Trata-se de formação rochosa que, vista de determinados ângulos, assemelha-se a silhueta de um pombo pousado sobre a rocha. É um desafio para montanhistas que chegam de todas as regiões do pais para escalá-lo. Do alto, avista-se todo o litoral de Macaé, Rio das Ostras, Barra de São João, Búzios e Cabo Frio. São três horas e meia de caminhada, a partir do Arraial do Sana e existem guias para aqueles que não conhecem a trilha, que é ladeada por capoeirões e pastos.

 Foto: Cláudia Barreto
 
Detalhe do Pico Peito do Pombo

Serra da Bicuda Grande e Pequena -
Formada por uma série ininterrupta de elevados cuja altura média alcança os 600 m, ela se estende pelos distritos de Cachoeiras de Macaé, Sana e Glicério. Mas, dentre seus atrativos, destaca-se uma formação rochosa pontiaguda dentro dos limites de Cachoeiro - muito propriamente chamada de Pedra da Bicuda e que fica entre locais consagrados à visitação (as Vilas Bicuda Grande e Pequena).

Serra da Cruz - Separando os municípios de Macaé e Conceição de Macabu, faz parte do sistema montanhoso da Serra do Mar e está localizada a 13,4 km da Vila Paraíso, em Glicério. Ao longo de seus elevados (cuja altura média é de 500 m) são encontradas várias nascentes e quedas d'água. Quase na divisa com Conceição de Macabu o visitante pode observar uma rocha com 20 m de diâmetro em formato de cruz, além de dar nome à serra, faz surgir uma controvérsia: se foi ou não esculpida por mãos humanas.

Morro de Sant'Anna - Com apenas 100 m de altura, essa elevação que fica no bairro Aroeira (cidade de Macaé) toma emprestado todo o charme que carrega da história e lenda macaense. Em seu ponto culminante, de onde se avista a cidade, o rio e o mar, estão localizadas duas construções de especial interesse: o Mirante do Cruzeiro e a Igreja de Sant'Anna, edificada em 1898. Com a solidificação dos costumes macaenses e funcionando como adro para a igreja, o morro passou a integrar o arsenal de referências concretas para uma das mais populares lendas locais: a de Sant'Anna, que fala de uma sucessão de sumiços e achados da imagem dessa santa que parecia sentir uma atração especial pelo arquipélago a ela consagrado e pelo mar (vide Igreja de Sant'Anna, em Bens Culturais).



   
© 2000 / 2007
- Copyright Azul Limão, Design By: azullimao.com.br